Notícias

Amda promove semana de eventos em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente

Organização prioriza luta pela proteção da fauna silvestre e contra incêndios florestais. Segurança de barragens será tema de palestra.

05 de Junho de 2018
Foto Projeto

Press Release

Belo Horizonte, 05 de junho de 2018 - Para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado em 5 de junho, a Amda vai promover uma semana de atividades, com eventos abertos à sociedade e participação gratuita, para discutir temas ambientais como segurança de barragens, incêndios florestais, "florestas vazias", proteção da fauna silvestre e projeto de lei que pretende legalizar a caça no país.

O primeiro evento será a Terça Ambiental, com palestra de Renato Teixeira Brandão, diretor de Gestão de Resíduos da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam), sobre segurança de barragens. O evento acontecerá nesta terça-feira (5), às 19h, no auditório do Senac, localizado na rua Guajajaras, nº 60, 16º andar, Centro de Belo Horizonte. Inscrições pelo site.

Blitz ecológica

Na quinta-feira (7), equipes da Amda farão blitz ecológica no bairro Jardim Canadá, limítrofe ao Parque Estadual Serra do Rola Moça, que tem sido castigado anualmente por incêndios florestais, dos quais boa parte iniciaram-se neste bairro. As equipes percorrerão o bairro distribuindo folder informativo de causas e consequências dos incêndios, bem como ações e precauções que cada pessoa pode tomar. A blitz acontecerá de 9h às 12h e focará estabelecimentos comerciais, igrejas e restaurantes, aos quais será solicitado apoio na distribuição do folder.

Seminário Proteção da Fauna Silvestre - Ameaças e Desafios

Na sexta-feira (8), a Amda realizará seminário sobre proteção da fauna silvestre, que será aberto por Mauro Galetti, Vice-Chefe do Departamento e Vice-Coordenador da Pós-Graduação em Ecologia e Biodiversidade da Unesp/SP, com palestra sobre "Florestas Vazias". Galetti é pioneiro em pesquisas e alertas de que as florestas brasileiras estão cada vez mais vazias devido à morte de animais por atropelamento, tráfico, caça, envenenamento e incêndios. Complementando sua fala, o seminário abordará a impunidade de crimes contra a fauna, em mesa redonda com participação de Bruno Torquato, Professor do Mestrado em Direito Ambiental e Desenvolvimento Sustentável da Escola Superior Dom Helder Câmara, Major Juliano José Trant de Miranda, comandante da Companhia Independente de Meio Ambiente, e da assessora jurídica da Amda, Lìgia Vial.

Uma mesa redonda chamada "Rodovias Brasileiras - Matadouros de Animais Silvestres" envolverá Liliana Adriana Nappi, Superintendente de Apoio à Regularização Ambiental da Semad, Ricardo Luiz Medeiros Meirelles, Chefe do Serviço de Meio Ambiente, Desapropriação e Reassentamento do DNIT, e Dalce Ricas, Superintendente Executiva da Amda. O seminário será encerrado com palestra de Sônia Cordebelle de Almeida, Diretora de Proteção à Fauna do Instituto Estadual de Florestas (IEF), cujo tema será a Política de Proteção da Fauna em Minas Gerais.

O evento é aberto à sociedade e gratuito. O seminário acontecerá de 8h às 17h, no auditório do Crea, localizado na avenida Álvares Cabral, 1600 - 6º andar. Inscrições pelo site.

Audiência Pública PL da caça

Atendendo proposta da Amda, o vereador Osvaldo Lopes requereu audiência pública, a ser realizada no dia 11, sobre o Projeto de Lei 6.268/2016, de autoria do deputado federal Valdir Colatto (PMDB-SC). O deputado pretende legalizar a caça a animais silvestres no Brasil, anulando a Lei Nacional de Proteção à Fauna (nº 197/67) e alterando artigos da Lei de Crimes Ambientais (nº 9.605/98). Foram convidados para compor a mesa Marcelo Coutinho Amarante, da Semad, Nilto Tatto, deputado federal (PT/SP), Adriano Paglia, da UFMG, Dalce Ricas, superintendente da Amda, além do vereador Lopes.

A audiência faz parte da mobilização nacional contra o PL, da qual participam mais de 300 organizações, técnicos,  pesquisadores da área ambiental e parlamentares, além de ICMBio e MMA. Uma petição online conta hoje com 154.545 assinaturas contrárias à proposta absurda de Colatto. A audiência será realizada no dia 11 de junho, de 13h às 15h, na Câmara dos Vereadores, situada na avenida dos Andradas, 3.100, Santa Efigênia. O evento é aberto à sociedade.