Projetos

Recuperação de Matas de Galeria no Parque Estadual da Serra do Rola Moça para Neutralização das Emissões de Gases de Efeito Estufa Decorrentes da Realização do XII e XIII Congressos Brasileiros de Mineração, promovidos pelo Ibram
Foto Projeto

Desde 2007, a Amda vem realizando trabalhos de recuperação da vegetação natural em área localizada no interior do Parque Estadual da Serra do Rola Moça, em parceria com o Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) e com o Instituto Estadual de Florestas (IEF). Foram plantadas, entre 2007 e 2010, cerca de 700 mudas de árvores, totalizando área de 1,2 ha, como forma de neutralizar as emissões de gases de Efeito Estufa decorrentes da realização do XII e do XIII Congresso Brasileiro de Mineração, realizados em Belo Horizonte, respectivamente em 2007 e 2009. Nos plantios foram utilizadas espécies típicas do Parque Estadual da Serra do Rola Moça em área degradada, usada no passado como trecho de estrada de ligação entre a BR 040 e a localidade de Casa Branca.  


Um dos maiores problemas do Parque do Rola Moça são os incêndios florestais, que, anualmente, nos meses de estiagem, degradam extensas áreas de sua vegetação natural. A Floresta Estacional Semidecidual, presente nos fundos de vales da região é, seguramente, a tipologia que mais sofre. A destruição causada pelo fogo vem comprimindo esse tipo de vegetação, tornando as faixas de matas ciliares cada vez mais estreitas.


O local selecionado para o plantio é conhecido localmente por Vargem das Caveiras e situa-se nas cabeceiras do ribeirão Barreiro, um dos mananciais utilizados no abastecimento urbano de Belo Horizonte. Ao longo das cabeceiras desse curso d'água existiu outrora uma exuberante faixa de mata ciliar que, com sucessivas queimadas, foi cedendo, gradualmente, espaço às tipologias vegetais de Cerrado e campo. Em alguns trechos onde os últimos incêndios foram mais severos, a mata chegou a ser completamente suprimida.


Os plantios realizados têm recebido cuidados rotineiros com adubação, condução e coroamento de mudas. O crescimento das mesmas vem sendo monitorado, com registro de seus incrementos anuais, por amostragem. Mudas perdidas são substituídas e todos os cuidados contra incêndios florestais são adotados.

Agenda

A Mata Atlântica em Minas e no Brasil
Terça ambiental
01 de Agosto de 2017