Informações Ambientais

Cachoeiras incríveis para curtir o verão em Minas

Municípios a menos de 200 km da capital dispõem de belíssimas quedas d'águas visitadas por turistas de todo o Brasil

Foto Institucional
Cachoeira do Tabuleiro / Crédito: Wander Luster
23 de Janeiro de 2018

Minas Gerais não tem mar, mas tem uma infinidade de cachoeiras para você se refrescar nos dias quentes. Municípios a menos de 200 km da capital como Itabira, Nova Lima, Itabirito, Barão de Cocais e Ouro Preto dispõem de belíssimas quedas d'águas visitadas por turistas de todo o Brasil. E para quem não gosta de nadar, os lugares também oferecem a oportunidade de contato com a natureza através de trilhas e a prática de esportes radicais. O que não faltam são opções para aproveitar as férias de verão!

Cachoeira da Carranca - Itabirito


A Carranca é uma boa pedida para quem não gosta de longas caminhadas. Uma trilha de apenas 600 metros leva a uma ducha natural e um poço raso, ideal para crianças e aqueles que não sabem nadar. O local fica em uma propriedade particular no distrito de Acuruí, próxima a uma região conhecida como Capanema. O acesso principal é feito pela rodovia BR-356 (entre Itabirito e Ouro Preto) e depois pela estrada que leva à portaria da Floresta Estadual do Uaimií. Do trevo à sede da propriedade são 14 km por asfalto e 1 km em estrada não pavimentada. As visitas podem ser realizadas de segunda a segunda, durante todo o dia. Parar usufruir da cachoeira os visitantes devem pagar uma taxa de R$ 25,00 por pessoa, com direito ao uso de banheiros e restaurante. Também há espaço para camping. Informações: (31) 99271-0753.

Cachoeira do Macuco - Itabira

Com 110 metros de altura, essa queda d'água é procurada por banhistas e amantes de esportes radicais. Além de belíssima, é de fácil acesso. Ela fica no distrito de Ipoema, a 95 km de Belo Horizonte. Os visitantes podem estacionar o carro a cerca de 200 metros da cachoeira e desfrutar suas águas geladas. Como está localizada em uma propriedade particular, há cobrança de entrada no valor de R$ 10,00 por pessoa. As visitas podem ser realizadas todos os dias a partir das 7h. Aos fins de semana não é permitido entrar com bebidas alcoólicas. Informações: (31) 99963-6380.

Cachoeira dos Prazeres - Ouro Preto

Com um maior nível de preservação, a Cachoeira dos Prazeres está localizada na divisa com o Parque Estadual do Itacolomi, em Lavras Novas, distrito de Ouro Preto. O distrito fica a 120 km da capital e o principal acesso é pela rodovia MG-443/129. A queda d'água possui bastante fluxo de água e fica às margens da Represa do Custódio. A trilha para chegar até a área é de dificuldade mediana devido ao relevo acidentado, a distância de 4 km (cerca de 1h30 a pé) e pela insuficiência de sinalização no percurso. Os fins de semana costumam ser movimentados no local e a entrada é gratuita.

Cachoeira dos Namorados - Ouro Preto

Para quem gosta de trilhas, mas ainda não é expert no assunto, a Cachoeira dos Namorados é uma boa opção. O terreno não contém obstáculos e a declividade é moderada. Localizada no distrito de Lavras Novas, em Ouro Preto, está a 4 km do centro histórico, cerca de 1h30min a pé, mas pode ser acessada por carro ou moto. A 120 km de BH, o principal acesso é pela rodovia MG-443/129, que liga as sedes dos municípios de Ouro Preto e Ouro Branco. Como não faz parte de nenhuma unidade de conservação ou propriedade privada, não é cobrada entrada e não possui sinalização.

Cachoeira de Cocais - Barão de Cocais

Também chamada de pedra pintada, essa cachoeira possui dez quedas d'água em uma montanha de pedra de mais de 30 metros de altura. Mas esse passeio não é para iniciantes: são duas horas de caminhada para percorrer os 5 km que levam até o local. A trilha possui trechos bem íngremes e começa ao lado da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário. Quem preferir pode ir de carro até a sede da propriedade que abriga a cachoeira e continuar o trajeto por uma trilha bem demarcada no meio da mata. O distrito fica entre a sede de Barão de Cocais e a rodovia BR-381, a 90 km da capital mineira. Há cobrança no valor de R$ 12,00 por pessoa para entrar. Não é permitido fazer churrasco na área e entrar com garrafas de vidro. No período de férias, as visitas podem ser realizadas todos os dias das 8h às 16h. O local também possui área de camping e casa para hospedagem. Informações: (31) 99785-9139.

Cachoeira do Brumado - Mariana


Situada em Cachoeira do Brumado, distrito de Mariana, esse destino é ideal para quem quer gastar pouco. Com entrada franca, o visitante pode desfrutar de uma queda d'água de 14 metros. O local oferece infraestrutura com banheiros, restaurante, mesas e estacionamento. A atração fica a cerca de 25 km de Mariana. Para quem for de carro, basta seguir do terminal rodoviário pela MG-262 (sentido Ponte Nova) e depois virar à direita em um trevo. O local possui boa sinalização.


Cachoeira da Prainha - Nova Era


Situado no leste de Minas Gerais, a 140 km de BH, o município de Nova Era também atrai turistas por causa de suas belas cachoeiras. A Cachoeira da Prainha fica a 15 km da cidade e é perfeita para passeios em família. É possível ir de carro e estacioná-lo próximo à cascata. O local é cercado por mata nativa e possui uma espécie de piscina natural rasa, ideal para crianças. Localizada na estrada de acesso ao distrito de Hematita, para chegar basta virar à direita (sentido Vale do Aço para Belo Horizonte) logo após a ponte da Prainha.

Cachoeira do Tabuleiro - Conceição do Mato Dentro

Com 273 metros de queda livre, o equivalente a um prédio de 90 andares, essa é a cachoeira mais alta de Minas e a 3º maior do país. Localizada no distrito de Tabuleiro, dentro do Parque Estadual da Serra do Intendente, em Conceição do Mato Dentro, essa cachoeira faz parte das "7 Maravilhas da Estrada Real". A atração pode ser visitada diariamente das 8h às 17h e é cobrada uma taxa no valor de R$15,00 por pessoa. Como o caminho é longo, a entrada na trilha só é permitida até às 14h.

Cachoeira Cascatinha - Santa Bárbara

Quando se fala em cachoeira é impossível não pensar na Serra do Caraça, que abriga belíssimas quedas d'águas e rica biodiversidade. Tudo isso a 120 km de Belo Horizonte. A cascatinha, formada por quatro quedas d'água e quatro piscinas naturais, é uma boa opção de caminhada curta e diversão em família. É uma das queridinhas dos visitantes, pois fica a apenas 2 km do Santuário, indo por uma trilha de fácil acesso. É cobrada entrada. Informações: (31) 3837-2698