"Canção pra Amazônia" é lançada internacionalmente na COP26

Crédito: Divulgação

Mais de 30 artistas se uniram em apelo ao mundo pela conservação da maior floresta tropical do planeta.

As vozes da Amazônia e de artistas brasileiros ecoaram na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26) para denunciar que “ou se salva a selva, ou não se salva o mundo”. A "Canção pra Amazônia", um manifesto poético-musical em prol da conservação da maior floresta tropical do planeta, foi lançada internacionalmente durante o New York Times Climate Hub, na última quarta-feira (10), em Glasgow, na Escócia.

Composta por Carlos Rennó com melodia de Nando Reis, a música chama a atenção para os problemas ambientais que ameaçam a floresta e agravam a crise climática, como o avanço do garimpo ilegal, a extração predatória de madeira, os ataques aos povos indígenas e “as boiadas” do governo Bolsonaro sobre as leis que protegem o meio ambiente.

O cantor e compositor Nando Reis afirma que o objetivo da canção é alertar para a violenta e gravíssima destruição deste grande patrimônio natural brasileiro: “Essa destruição vai na contramão de todo pensamento moderno ou sensato que existe até mesmo sobre a produção de riquezas. A destruição da Amazônia tem transformado a riqueza da floresta em um deserto, algo que trará gravíssimas consequências para o mundo. Por isso, a única medida cabível é alertar sobre a conservação”, disse.

"Que essa música possa marcar um momento de virada na proteção da Amazônia. Seu lançamento internacional durante a COP, dias depois do governo brasileiro assinar, ao lado de outros 127 países, a Declaração de Florestas prometendo zerar o desmatamento até 2030, manda um recado a todos os governantes, incluindo o brasileiro: vocês serão cobrados pelo que estão prometendo, e o mundo todo está de olho", ressaltou a diretora executiva do Greenpeace Brasil, Carolina Pasquali.

A música é uma iniciativa do Greenpeace Brasil e da Relicário Produções. O projeto contou com o apoio da Articulação dos Povos Indígenas no Brasil (Apib), da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e da Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional - Fase Amazônia.

Participam da canção: Agnes Nunes; a dupla Anavitória; Arnaldo Antunes; Baco Exu do Blues; Caetano Veloso; Camila Pitanga; Céu; Chico César; Criolo; Daniela Mercury; Diogo Nogueira; Djuena Tikuna; Duda Beat; Elza Soares; Flor Gil; Gaby Amarantos; Gal Costa; Gilberto Gil; Iza; Majur; Maria Bethânia; Milton Nascimento; Nando Reis; Péricles; Preta Gil; Rael; Rincon Sapiência; Samuel Rosa; Thaline Karajá; e Xande de Pilares.

 

 

 

Notícias relacionadas:

Amazônia já emite mais CO2 do que é capaz de absorver

Com desmatamento na Amazônia, agronegócio pode perder R$ 5,7 bilhões por ano

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente