Empresa holandesa desenvolve palete biodegradável de coco

Fundador da CocoPallet, Michiel Vos / Crédito: CocoPallet

Projeto salva 200 milhões de árvores por ano

As fibras do coco já são utilizadas para confecção de cordas, vasos e tapetes. A empresa holandesa CocoPallet, em parceira com a Universidade de Wageningen, encontrou uma nova função para este material, usando-o como matéria-prima para a produção de paletes.

O processo de produção foi aperfeiçoado tendo como inspiração uma técnica indonésia primitiva. Eles usam uma macromolécula chamada lignina como aglutinante natural, de forma que não há necessidade de resinas sintéticas, como as empregadas normalmente em paletes de madeira. A fabricação também é livre de pesticidas e aditivos, resultando em um palete biodegradável. Apesar de ser feito para exportação, quando o material estiver desgastado e sem uso, pode ser triturado, reciclado ou compostado. A empresa está estudando a possibilidade de usar os paletes como fertilizantes para o solo.

Utilizar o coco também protege as árvores. De acordo com a CocoPallet, cerca de 1,7 bilhões de paletes de madeira são produzidos anualmente, causando a destruição de aproximadamente 200 milhões de árvores por ano. O projeto ainda tem uma vertente social. "Compramos a casca de coco dos agricultores, criando uma renda extra na base da pirâmide. Os fazendeiros param de queimar as cascas de coco, o que reduz a poluição do ar. Nossos CocoPallets substituem os paletes de madeira e menos árvores precisam ser cortadas para esse fim", explica a empresa.

Sem perder a qualidade de resistência, os paletes de coco também ocupam menos espaço, sendo mais compactos. Uma pilha de 20 paletes ecológicos mede cerca de 0,75m de altura, enquanto uma pilha de 20 paletes normais mede 2,70m.

 

Com informações do Ciclo Vivo

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente