Array
Notícias

Homem é preso no Mato Grosso por matar onças-pintadas para alimentar cães

Array
Homem é preso no Mato Grosso por matar onças-pintadas para alimentar cães
Crédito: Polícia Civil MT/ Divulgação

Um homem de 44 anos foi preso em Paranaíta, no interior do Mato Grosso, suspeito de caçar onças-pintadas para alimentar seus cães. A prisão ocorreu durante uma ação da Polícia Civil do Mato Grosso, em parceria com o Ibama, que investigava denúncias anônimas de caça de animais silvestres.

Na fazenda onde o suspeito foi encontrado, os policiais e os fiscais do Ibama identificaram uma cabeça de onça decepada e um caldeirão onde, possivelmente, a carne e os ossos do animal estavam sendo preparados. A gordura do felino abatido estava em um congelador. Também foram encontradas armas e munições na propriedade.

A suspeita é de que o homem tenha matado pelo menos duas onças-pintadas no último mês. A delegada de Paranaíta, Paula Barbosa, informou que o suspeito foi autuado em flagrante pelo crime ambiental, além da posse irregular de armas de fogo provavelmente utilizadas para abater os animais.

Ambientalistas pedem para que o Congresso acelere a tramitação e aprovem projetos que aumentem a pena para casos assim. Uma das propostas é o PL 968/2022, que insere dispositivo na Lei nº 9.650/1998, para aumentar a pena pela caça e morte de felinos brasileiros. Já foi criada uma petição para que o projeto seja desarquivado. Assine.

Junte-se ao movimento Todos Contra A Caça, e siga nas redes sociais.