Array
Notícias

Moradores protestam contra retomada da mineração em Piumhi

Array
Moradores protestam contra retomada da mineração em Piumhi
Divulgação

Petição contra a retomada da mineração nas regiões de Alto Araras, Cachoeira da Belinha e Morro da Onça, em Piumhi, no Centro-Oeste mineiro, já conta com quase 5 mil assinaturas. Os moradores afirmam que a atividade pode trazer graves impactos ambientais e à saúde da população.

O pedido é para que seja proibida imediatamente a extração de ferro, cromo e manganês. Os maiores danos apontados são a poluição hídrica e a geração de rejeitos tóxicos que podem afetar irreversivelmente a qualidade da água que abastece Piumhi, a flora e a fauna local.

Os signatários do ofício citam o exemplo do ribeirão Araras, que até hoje sofre com assoreamentos e rejeitos. “A extração de minério de cromo e ferro pode prejudicar o ecossistema aquático e os rejeitos comprometem o acesso à água potável de qualidade para a população, uma vez que o ribeirão Araras abastece a cidade”, ressaltam.

Como as regiões já foram afetadas por mineração anteriores, causando danos significativos ao meio ambiente, os moradores solicitam aos órgãos públicos competentes:

1. Que seja respeitada a Lei Municipal 2.091/2012, que proíbe instalação de empreendimentos que tragam riscos as condições naturais do Ribeirão Araras em seus aspectos estéticos, físicos, químicos, biológicos ou volume de sua vazão.

2. Que sejam compensados os impactos ambientais da mineração de cromo das décadas passadas e criada legislação para proteção da bacia hidrográfica do Córrego Caxambu, que forma a Cachoeira da Belinha e corta a área urbana de Piumhi.

3. Criação de unidade de conservação de proteção integral na microbacia da Cachoeira da Belinha para sua preservação.