Array
Notícias

28 toneladas de sementes de palmeira-juçara serão lançadas na Mata Atlântica

Array
28 toneladas de sementes de palmeira-juçara serão lançadas na Mata Atlântica
Frutos da juçara. Crédito: Marcelo Kuhlmann/ Frutos Atrativos do Cerrado [CC BY-NC-SA 2.0]

A Fundação Florestal do Estado de São Paulo planeja repovoar parte de suas unidades de conservação com a palmeira-juçara (Euterpe edulis), espécie que está ameaçada de extinção devido à extração predatória para a retirada de palmito. Serão adquiridas 28 toneladas de sementes da planta, que serão lançadas em uma extensa área de Mata Atlântica para crescimento e restabelecimento da espécie.

As sementes serão adquiridas de pequenos fornecedores da região do Vale do Ribeira e entorno da Serra do Mar. O intuito é oferecer alternativa de trabalho sustentável às comunidades. O diretor-executivo da Fundação Florestal, Rodrigo Levkovicz, ressalta que, por muito tempo, a palmeira foi explorada por pessoas que só tinham essa atividade como meio de subsistência.

Décadas de exploração ilegal e predatória, colocaram a sobrevivência da espécie em risco e, consequentemente, os ecossistemas associados, principalmente em unidades de conservação. Por isso, são necessárias ações que desestimulem esse tipo de exploração e fomentem o manejo sustentável do fruto e palmito da juçara, além de conscientizar a população sobre o consumo legal.

“O paradigma que estamos querendo mudar é dar valor à palmeira em pé, tirar essas pessoas que hoje vivem numa situação muito degradante do corte ilegal do palmito e começar a incentivá-las a cultivarem a palmeira e fazerem ela ganhar valor em pé”, disse Levkovicz à Agência Brasil.

Importância ambiental

A preservação da palmeira-juçara está diretamente ligada à manutenção da biodiversidade na Mata Atlântica. Suas sementes e seus frutos servem de alimento para mais de 68 espécies, entre aves e mamíferos.

Tucanos, jacutingas, jacus, sabiás e arapongas são os principais dispersores da espécie, enquanto cotias, antas, catetos, esquilos e muitos outros animais se beneficiam das suas sementes e frutos.