Array
Notícias

Mais de 50% dos tubarões e raias do Mediterrâneo estão em risco de extinção

Array
Mais de 50% dos tubarões e raias do Mediterrâneo estão em risco de extinção
Crédito: Wikipedia

A União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês) anunciou que mais de 50 por cento dos tubarões e das raias nativas do mar Mediterrâneo estão correndo alto risco de extinção. Para os pesquisadores, a sobrepesca é a principal causa para o declínio desses animais.

O uso ilegal de redes de deriva continua de forma intensa e disseminada por todo Mediterrâneo, apesar de ter sido proibido em 2002. Este é provavelmente um dos principais motivos da mortalidade das espécies.

Especialistas do IUCN realizaram, em 2016, uma avaliação no local e analisaram o estado de 73 espécies de tubarões e raias na região. Eles descobriram que mais de 50 por cento das espécies (22 das 41 espécies de tubarões; 16 das 32 espécies de raias) estão ameaçadas de extinção.

O estado de conservação dos tubarões e das raias no Mediterrâneo não apresenta sinais de melhora, advertem os pesquisadores. Na verdade, o estado das 11 espécies incluindo tubarão frade, tubarão branco, tubarão azul e tubarão-martelo piorou para, no mínimo, uma categoria na Lista Vermelha desde o último levantamento, realizado em 2007.