Array
Notícias

Parque Serra da Capivara deve receber recursos nesta semana

Array

Setembro começou trazendo esperança para o Parque Nacional da Serra da Capivara (PNSC). A expectativa é de que a unidade de conservação receba, nesta semana, o montante de R$ 1,8 milhão, suficiente para manter o parque pelos próximos seis meses. Desde o começo do ano passado, a unidade de conservação enfrenta a maior crise financeira de sua história.

O governo do Piauí deverá liberar R$ 858 mil e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão do governo federal responsável pela gestão dos parques nacionais, R$ 970 mil. O governo do Estado não tem obrigação de financiar o parque, que é uma unidade federal, mas se ofereceu para ajudar diante da situação precária.

Todos os 32 funcionários da Fundação Museu do Homem Americano (Fundham) que estavam parados, de aviso prévio desde o dia 17, voltaram a trabalhar no primeiro dia deste mês.

Entenda o caso

Um imbróglio jurídico ameaçava o parque de fechar as portas. O convênio entre União e Fundação Museu do Homem Americano (Fundham) está vencido desde novembro de 2015, o que impediu o repasse de recursos. No dia 15 de agosto, depois que um juiz negou a liberação de verba sem a renovação do contrato, os funcionários receberam aviso prévio. Não havia mais dinheiro para pagar salários nem para a manutenção mínima das condições de trabalho no parque.

Segundo Rosa Trakalo, coordenadora de projetos da Fundham, em duas semanas com poucos funcionários trabalhando, foi possível perceber um aumento na atividade de caça dentro do parque. Houve também uma tentativa de invasão, repelida pelos guarda-parques.

Relembre a entrevista da Amda com a arqueóloga Niède Guidon, que há mais de 80 anos se dedica à conservação do parque.