Array
Notícias

Escócia terá maior usina de energia das marés do mundo

Array
Escócia terá maior usina de energia das marés do mundo
Crédito: ScottishPower Renewables

A maior usina de energia das marés do mundo começará a ser construída este mês na Escócia. A estrutura, com potencial total de 400 MW, vai gerar energia suficiente para abastecer 175 mil casas.

A usina terá 269 turbinas. A empresa responsável pela gestão do projeto, a australiana Atlantis Resources, estima que 61 turbinas fiquem prontas no ano que vem e as restantes em 2020. A previsão é que a unidade já comece a gerar e a entregar energia em 2016, com potencial suficiente para abastecer 46 mil casas.

Com recursos do Fundo de Investimento em Energia Renovável do Reino Unido, a iniciativa faz parte de um programa de energia limpa que prevê que até 2050 os britânicos produzam 190 GW de energia renovável. Para a primeira parte do projeto, foram investidas 51 milhões de libras, aproximadamente 203,5 milhões de reais.

Além de não ocupar muito espaço, essa fonte de energia não emite gases de efeito estufa e é renovável. Porém, com poucas unidades pelo mundo, ainda não foi possível conhecer todos os impactos ao meio ambiente. Acredita-se que, como as barragens de marés dependem da manipulação do nível dos oceanos, as usinas tenham efeitos ambientais semelhantes ao das hidrelétricas. A construção também pode interromper a migração de peixes nos oceanos e as turbinas podem atrapalhar a circulação de grandes animais marinhos.

Outra desvantagem desse tipo de energia é o alto custo. Projeções apontam que a energia das marés será comercialmente rentável até 2020, com tecnologias melhores.

Com informações do Planeta Sustentável