Array
Notícias

Excesso de consumo e mudanças climáticas podem acabar com chocolate no mundo

Array
Excesso de consumo e mudanças climáticas podem acabar com chocolate no mundo
Crédito: Google imagens

O mundo pode ficar sem chocolate. O alerta é de duas gigantes produtoras do ramo, a Mars, Inc. (Estados Unidos) e a Barry Callebaut (Suíça). As pessoas começaram a consumir mais chocolate do que o mundo era capaz de produzir. O tempo seco e o aparecimento de uma praga também contribuíram para a diminuição da produção.

Atualmente, o mundo enfrenta um déficit de chocolate, ou seja, os agricultores estão produzindo menos cacau do que a população consome. De acordo com as empresas, estamos passando pela maior sequência de déficits de chocolate em mais de cinco décadas, com uma expectativa de crescimento do saldo negativo. Cerca de 70 mil toneladas métricas de cacau foram consumidas no ano passado além do que foi produzido. As duas gigantes do ramo estimam que em 2020 a diferença pode chegar a 2 milhões de toneladas métricas.

Além do consumo, a causa desse problema também é ambiental. O tempo seco na África Ocidental, principalmente na Costa do Marfim e em Gana, onde são produzidos mais de 70% do cacau do mundo, reduziu bastante a produção na região.

Uma praga decorrente de um fungo chamado Moniliophthora roreri agravou ainda mais a situação, para desespero dos chocólatras. A Organização Internacional do Cacau estima que a praga tenha eliminado de 30% a 40% da produção global de cacau. Com tantas dificuldades, vários produtores do fruto decidiram investir no cultivo de outros gêneros.

Com informações do Hoje em Dia