Array
Notícias

Manifestação contra diminuição da zona de amortecimento do Parque Estadual da Serra do Rola Moça atinge cerca de 1.500 pessoas

Array
Manifestação contra diminuição da zona de amortecimento do Parque Estadual da Serra do Rola Moça atinge cerca de 1.500 pessoas
Dalce Ricas

No último sábado (15), diversas entidades, entre elas aAmda, realizaram manifestação na portaria do Parque Estadual da Serra do RolaMoça para defender a unidade de conservação de mais uma ameaça: redução de suazona de amortecimento para expansão da zona urbana do município de Ibirité. Comexibição de faixas, os manifestantes distribuíram panfletos informativos paraas pessoas que atravessaram a rodovia que liga a BR-040 ao distrito de CasaBranca, em Brumadinho, passando pelo parque. Foram abordados cerca de 700veículos.

No dia 10 de novembro, o diretor de áreas protegidas doInstituto Estadual de Florestas (IEF), Henri Collet, apresentou a proposta daprefeitura de Ibirité ao Conselho Consultivo do parque, expondo os riscosadvindos da mesma, que foi repudiada por unanimidade pelos conselheirospresentes. Mesmo assim, as entidades temem que, devido aos fortes e poderososinteresses políticos e econômicos envolvidos, a prefeitura não desista.

O panfleto distribuído alertou passageiros e motoristasque, se aprovada, a proposta da prefeitura permitiria destruição de ambientesnaturais na base da serra, que são corredores ecológicos importantes, comsérias consequências à biodiversidade do parque. Risco de aumento de assaltosdevido à proximidade da área urbana foi parte do alerta. Informou ainda que aprefeitura está implantando ilegalmente o loteamento Barreirinho, dentro dazona de amortecimento e próximo aos limites do parque.

Outros impactos que decorreriam da redução da zona deamortecimento são: danos aos mananciais protegidos pelo parque; degradação dapaisagem, aumento dos incêndios, caça e tráfico de animais e plantassilvestres.

Grande parte das pessoas abordadas na manifestação sãomoradores ou proprietários de casas em condomínios no distrito de Casa Branca.Segundo a bióloga da Amda, Flávia Soares, a maior parte externou apoio à lutacontra a diminuição da zona de amortecimento, e indignação pela proposta daprefeitura.

As entidades solicitaram que as pessoas enviassemmensagem via internet ao governador atual, Alberto Pinto Coelho, ao eleito,Fernando Pimentel e ao secretário de meio ambiente José Alceu Torres. Hoje, dia20, o abaixo assinado on-line já contava com 2.054 assinaturas.

A manifestação foi realizada pela Amda; InstitutoSustentar; Associação Cultural Ecológica Lagoa do Nado – BH; AssociaçãoComunitária Regional de Casa Branca; Associação Comunitária de Moradores eProprietários do Jardim Casa Branca; Instituto Casa Branca de Proteção à Faunae Flora; Condomínio Gran Royalle; Associação Comunitária Recanto da Aldeia; ONGMacabi e Ama-Aldeia.

O parque


O Rola Moça protege importantes e raros ambientes decampos sobre canga ferruginosa, vegetação restrita a pequenas áreas localizadasprincipalmente no Quadrilátero Ferrífero mineiro, com presença de grande númerode espécies endêmicas – restritas a locais específicos, sendo muitas delasraras e ameaçadas.