Array
Notícias

Estados Unidos e China firmam acordo para reduzir emissões de CO2

Array

Os dois maiores emissores de gases que causam o efeito estufa no mundo, Estados Unidos e China, apresentaram na última quarta feira (12) em Pequim, novas metas de redução das emissões de gás carbônico (CO2).

A China, classificada como maior responsável pela poluição atmosférica, estabeleceu que suas emissões atinjam o ápice “por volta de 2030”, demonstrando a intenção de “tentar atingir o pico mais cedo” do que isso, informou a Casa Branca. É a primeira vez que o país define uma data, mesmo que aproximada, para diminuir a liberação de gases na atmosfera. Ao longo dos anos, a China vinha resistindo quanto à redução da quantidade de gás emitido, temendo que sua economia fosse afetada.

Os Estados Unidos comprometeram-se a reduzir, até 2025, entre 26% a 28% de suas emissões registradas em 2005.

As metas antecedem a 21ª Conferência do Clima (COP-21), que acontecerá em Paris no próximo ano. A expectativa é de que um acordo global e ambicioso quanto à redução das emissões seja criado. De acordo com cientistas, as medidas tomadas para acabar com o aquecimento global devem ser drásticas.