Array
Notícias

Usuários podem denunciar tráfico de animais silvestres com aplicativo no Facebook

Array
Usuários podem denunciar tráfico de animais silvestres com aplicativo no Facebook
Arte de divulgação do Extintômetro / Crédito: Página no Facebook

Os usuários da rede social Facebook agora podem auxiliar a Polícia Ambiental no combate ao tráfico de animais silvestres. Trata-se de um aplicativo criado pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). Além das denúncias, o Extintômetro apresenta fotos e informações sobre as espécies ameaçadas de extinção. O aplicativo foi lançado em outubro deste ano, como reforço à Campanha Nacional de Combate ao Tráfico de Animais, que já existe desde 2013.

Na página do Extintômetro é possível encontrar informações acerca dos animais suscetíveis à extinção, bem como os biomas nos quais eles se encontram e qual o grau de periculosidade de cada espécie. Os usuários encontram também explicações sobre como fazer denúncias, tendo acesso ao contato da Polícia Ambiental de cada estado. O aplicativo fornece ainda imagens de espécies ameaçadas de extinção, que podem ser utilizadas como foto de perfil.

Segundo o CFMV, as informações contidas no Extintômetro foram adquiridas com a ajuda da Renctas, ONG internacional de combate ao tráfico de animais, e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que possui em seu portal as 627 espécies brasileiras que podem desaparecer.

De acordo com o Relatório Planeta Vivo 2014, publicado em setembro pela World Wide Fund For Nature (WWF), rede mundial que trabalha pela conservação da natureza, a América Latina teve, nos últimos 40 anos, 83% de sua fauna selvagem extinta, colocando a região como a que possui a mais rápida extinção de animais do mundo. No mesmo período, a média de desaparecimento da fauna foi de 52%.