Array
Notícias

Novo acordo para diminuir emissão de CO2 é criado pela União Europeia

Array

Representantes da União Europeia se reuniram em Bruxelas, Bélgica, para anunciar o novo acordo de diminuição da emissão de CO2 na atmosfera. A meta é, até 2030, cortar as emissões de gases causadores do efeito estufa para níveis 40% abaixo dos medidos em 1990.

A decisão tem por finalidade amenizar as mudanças climáticas, servindo de exemplo para outros países, como Estados Unidos e China, que irão participar da Cúpula do Clima marcada para o próximo ano, na França. O acordo também inclui que no mínimo 27% das necessidades energéticas dos 28 países que compõem o bloco econômico sejam abastecidas por fontes renováveis e que o desempenho energético aumente pelo menos 27%.

Um compromisso já em vigor de redução em até 20% da poluição atmosférica em relação a 1990 está parcialmente cumprido. Os líderes da UE consideram a meta de 40% ambiciosa. Por outro lado, os ambientalistas reclamaram que o acordo fica longe da meta final de redução em 80% até 2050, que é o necessário para frear o aumento da temperatura global a 2ºC.

Eles também lamentaram o trato para aumento do uso de energias renováveis, considerado baixo. A ONG Oxfam pediu que as metas fossem aumentadas para 55% de redução nas emissões, uso de 45% de energias sustentáveis e aumento de 40% de eficiência energética.