Array
Notícias

Chile cria imposto sobre emissão de carbono na atmosfera

Array

Na tentativa de diminuir a emissão de gás carbônico na atmosfera, o governo federal do Chile promulgou, no final de setembro, uma nova legislação ambiental que torna o país o primeiro da América do Sul a taxar a liberação do CO2 no meio ambiente. O novo imposto é uma forma de obrigar os produtores de energia a mover-se gradualmente para fontes mais limpas para ajudar a reduzir as emissões de gases do efeito estufa no país.

O imposto equivale a cinco dólares por tonelada de CO2 expedido e tem como alvo o setor de energia, sobretudo usinas térmicas com capacidade igual ou superior a 50 megawatts. As usinas térmicas a biomassa e pequenas instalações elétricas estão isentas.

No México, as empresas podem usar os créditos de carbono para deduzir seus impostos, algo não considerado no Chile. Também neste ano, o México criou um imposto sobre a venda de combustíveis fósseis baseada em sua quantidade de carbono. O valor é em torno de três dólares por tonelada de CO2.