Array
Notícias

Reunião do Comam determina criação do Parque Lagoa Seca

Array

A Lagoa Seca, área verde localizada no Bairro Belvedere, não poderá mais receber empreendimentos de mineração. A decisão aconteceu na última reunião do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comam), realizada no dia 24 de setembro. Na ocasião, por unanimidade, o conselho decidiu pela manutenção das condicionantes 29 e 30, que mantém o uso público e coletivo da área, eliminando qualquer possibilidade da empresa Mineração Lagoa Seca continuar empreendendo no local.

A conselheira e relatora do processo, Maria Geralda Castro, declarou durante a reunião que depois de 50 anos de exploração pelos proprietários da Mineração Lagoa Seca, não cabe qualquer possibilidade de novos empreendimentos na mesma área, e que sua transformação para uso público coletivo é o pagamento por todos esses anos de exploração do local.

O Comam solicitou ao proprietário que, em 120 dias, seja apresentado o plano de recuperação da área e, em 365 dias, seja apresentado projeto com cronograma do aproveitamento do espaço para o Parque.

Adriano Peixoto, do Movimento Pró Lagoa Seca, afirma que agora o mais importante é continuar lutando para tirar o parque do papel. “Temos que continuar lutando para realmente transformar a área em um espaço de proteção e lazer para a sociedade. A área também é muito importante por ser zona de amortecimento da Serra do Curral.”, explica Peixoto.