Array
Notícias

Parlamentares discutem impactos provocados por bares e casas noturnas em áreas residenciais de Belo Horizonte

Array

O impacto de bares e casas noturnas em áreas residenciais foi o tema de reunião plenária promovida na última terça-feira (1). Excesso de ruídos, aumento do número de veículos e acúmulo de lixo foram alguns itens abordados.

Durante a reunião, o vereador Marcelo Aro (PHS) lamentou a situação vivida por moradores do bairro Gutierrez, que convivem diariamente com o barulho e os transtornos no trânsito provocados por bares da região. As imagens apresentadas pelo parlamentar mostravam dezenas de pessoas aglomeradas nas calçadas e no asfalto, impedindo, inclusive, uma das pistas de uma avenida.

Os moradores questionam os ruídos acima do volume permitido durante a noite e a madrugada, todos os dias da semana. Eles também destacam o acúmulo de lixo no local, principalmente durante os finais de semana, atraindo ratos e baratas para as residências.

A Lei Municipal 9.505/08, que dispõe sobre o controle de ruídos, sons e vibrações em Belo Horizonte, estabelece padrões e interdições para emissão de sons. Em sua Seção III, o artigo 8º fixa que, dentre outros, estabelecimentos com execução de música ao vivo ou mecânica devem dispor de proteção, instalação ou meios adequados ao isolamento acústico, que não permitam a propagação de ruídos, sons e vibrações acima do permitido para o exterior.


Com informações da Câmara Municipal