Array
Notícias

China deve fechar 300 fábricas poluidoras neste ano

Array

O governo da capital chinesa Pequim anunciou que vai encerrar 300 fábricas poluidoras neste ano para tentar melhorar a qualidade do ar na cidade. A cidade foi considerada “imprópria para viver” segundo levantamento feito pela Academia de Ciências Sociais de Xangai. O órgão classificou Pequim em penúltimo lugar na avaliação sobre a condição ambiental em 40 cidades globais.

De acordo com o novo plano para combater a poluição em Pequim, indústrias com grande consumo de energia, como de cimento e siderurgia, não serão, “em princípio”, aprovadas pelo município. “Manufaturas de mão-de-obra intensiva também não serão uma opção para o desenvolvimento da cidade”, defende o plano, aprovado em 2013.

Além do fim das fábricas, o governo chinês anunciou que separou 10 bilhões de yuans, equivalente a US$ 1,6 bilhão, este ano para remunerar cidades e regiões que fizerem progresso significativo no controle da poluição.

O fundo, porém, não oferecerá subsídios para a prevenção e controle da poluição do ar. O comunicado divulgado informou que o consumo de carvão deve ser controlado e pediu mais esforços para melhorar a gasolina para os veículos.