Array
Notícias

ONG descobre abatedouro de tubarões na China

Array
ONG descobre abatedouro de tubarões na China

Após quatro anos de investigações, o grupo ambientalista WildLifeRisk descobriu uma fábrica de processamento de tubarões. O abatedouro foi encontrado no sul da China, na cidade de Pu Qi, província de Zhejiang. A fábrica processa cerca de 600 tubarões-baleia por ano.

Segundo a organização, os animais são mortos e processados principalmente para a produção de óleo de tubarão para suplementos de saúde. A fábrica produz 200 toneladas de óleo de tubarão por ano. A informação foi dada pelo próprio dono da empresa, identificado apenas como Li, no vídeo gravado pela ONG.

Em outra parte do vídeo, um homem identificado com o irmão de Li diz que as peles dos tubarões-baleia são exportadas para países europeus, como Itália e França, onde são usados por restaurantes chineses.

Tubarões-baleia medem até 12 metros, mas são inofensivos para humanos, alimentando-se somente de minúsculos animais marinhos. Eles estão na lista vermelha das espécies em perigo estabelecida pela União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês). Eles também estão incluídos na Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies em Perigo de Extinção da Organização das Nações Unidas (CITES, na sigla em inglês), o que significa que os países têm de provar que qualquer exportação deriva de uma população gerida de forma sustentável.