Array
Notícias

Botos da Baía de Guanabara podem desaparecer até 2016

Array
Botos da Baía de Guanabara podem desaparecer até 2016
Botos cinza podem desaparecer da Baía de Guanabara até 2016 / Crédito: google imagens

Um grupo de pesquisadores alertou que os botos cinza podem desaparecer da Baía de Guanabara até 2016. A equipe estuda os animais desde 1995 e aponta que nos últimos dez anos, houve uma redução de mais de 50% da população do boto. Para os pesquisadores, o principal fator responsável pela diminuição dos animais é a dragagem da baía.

“Graças a esse monitoramento, nós podemos observar que após a dragagem [remoção de material do fundo de baías e canais de acesso a portos], essa mortalidade sofreu um aumento muito grande”, explicou Haydée Cunha, bióloga da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Segundo ela, nos últimos dois meses, a mortalidade dos animais foi de 12% – comparado a 2% ao ano no período anterior a dragagem. “A gente teve três animais mortos no primeiro período, depois houve uma interrupção da dragagem e nenhum animal foi recolhido. Quando houve a retomada da dragagem, mais dois animais morreram. Então, foram cinco animais mortos no período de 60 dias”, completou a bióloga. De acordo com os pesquisadores, a dragagem altera as características do ambiente e altera o padrão da pesca na Baía da Guanabara.

Os pesquisadores apontam que a poluição acústica também aumenta o estresse dos animais. “O ruído provocado por qualquer atividade afeta a saúde da população de botos. O som pode deixar o animal mais vulnerável a doenças ou ate mesmo a própria percepção do espaço”, declarou o também biólogo da Uerj, Rafael Carvalho.

Segundo o grupo, a mortalidade dos últimos anos é muito preocupante e está acima do que seria sustentável. “Ela indica que em alguns anos a gente pode não ter os botos da Baía de Guanabara. Do jeito que está, não chega até as Olimpíadas”, lamentou Haydée Cunha.