Array
Notícias

Minas Gerais é o segundo estado brasileiro que possui mais entidades autorizadas a utilizar animais em testes

Array

Minas Gerais é o segundo estado brasileiro com mais entidades autorizadas a utilizar animais como cobaias em aulas e testes em laboratórios ou criá-los para fins didáticos ou científicos. Segundo o Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea), órgão ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, o estado tem 10 instituições habilitadas, ficando atrás somente de São Paulo, que tem 20. O Brasil possui 65 locais credenciados, a maioria instituições de ensino superior públicas e particulares.

Entre as organizações autorizadas, mais da metade (36) funcionam no Sudeste do país. Entre os 20 em território paulista, estão duas faculdades e um instituto da Universidade de São Paulo (USP) e o Instituto Royal, em São Roque, invadido no último dia 18 por ativistas que levaram cães e coelhos usados em experimentos.

Conforme reportagem do jornal Estado de Minas, as instituições que criam ou usam animais em atividades de ensino ou pesquisa devem ter comissão de ética no uso de animais (Ceua), segundo a Lei Federal 11.794, de 2008. Além do Concea, os conselhos regionais de medicina veterinária são responsáveis pela fiscalização. O presidente do conselho mineiro (CRMV-MG), Nivaldo da Silva, afirma que o órgão nunca encontrou irregularidades. “Se houver denúncia, o conselho fiscaliza, faz relatório e entrega ao Ministério Público”, explicou.

O presidente do CRMV-MG admite que alguns experimentos causam danos aos animais e afirma que alguns testes não podem dispensar os bichos: “Já podemos fazer inúmeros testes in vitro para avaliação de vacinas, soros, fármacos. Mas, em algumas situações, esse método não dá segurança de que o produto pode ser usado no homem ou e em animais”. Segundo ele, para descobrir se o teste causa efeitos colaterais, é preciso experimentar em animais. “Não podemos pôr um ser humano em risco. Os testes não necessariamente trazem sofrimento aos animais, mas em alguns casos é inevitável. A comissão de ética tem obrigação de evitar sofrimentos desnecessários”, disse.

Confira a lista de instituições autorizadas em Minas Gerais:

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)/BH
Centro Universitário do Triângulo (Unitri)/Uberlândia
Laboratório Biosafety – GJF Serviços em Agronegócio/Uberlândia
Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Centro Nacional de Pesquisa de Gado de Leite, vinculado à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa)/Juiz de Fora
Universidade Federal de Lavras (Ufla)
Nowavet/Viçosa
Universidade do Vale do Sapucaí/Pouso Alegre
União Educacional do Vale do Aço/Ipatinga
Faculdades Integradas Pitágoras/Montes Claros

Com informações do Estado de Minas