Array
Notícias

Caçadores envenenam e matam mais de 80 elefantes no Zimbábue

Array

Nas últimas semanas, mais de 80 elefantes foram mortos por caçadores no Parque Nacional Hwange, no Zimbábue. Mas essa não foi uma matança comum: os caçadores de marfim colocaram cianeto nos locais onde os animais bebem água, ameaçando a sobrevivência de uma das maiores manadas do mundo.

Policiais e guardas florestais recuperaram 19 presas, apreenderam cianeto e armadilhas de arame após uma varredura em vilas próximas ao parque, localizado logo ao sul das cataratas de Victória.

“Estamos declarando guerra aos caçadores. Estamos respondendo com toda nossa força porque nossos animais selvagens, incluindo os elefantes que estão matando, são parte de nossos recursos naturais e riquezas que queremos que beneficiem o povo Zimbábue”, disse ministro do Meio Ambiente do país, Saviour Kasukuwere.

Kasukuwere disse que vai pressionar por punições severas aos caçadores acusados, geralmente sentenciados a menos de nove anos de prisão sob acusação de contrabando de animais.