Array
Notícias

Fazendeiro recebe multa milionária

Array

Agentes Ambientais Federais de Minas Gerais autuaram na última semana, em R$ 11.173.270,00, um fazendeiro do município de Nova Ubiratã, a 494 km ao norte de Cuiabá, Mato Grosso, por desmatar sem autorização 2.234,65 hectares de mata nativa da Floresta Amazônica. Os agentes do Ibama utilizaram até um helicóptero para constatar o desmate. De acordo com o órgão, "o local foi embargado a fim de permitir a regeneração da floresta, sob pena de nova autuação caso sejam retomadas as derrubadas".

Auditoria nas empresas madereiras

Os agentes realizaram também auditoria em onze empresas envolvidas nas atividades de recebimento, processamento, armazenagem e venda de produtos florestais. Cinco delas foram multadas por diversas irregularidades. A ação é fruto da Operação "Arco de Fogo", que tem como objetivo combater a extração e venda clandestina de madeira na Amazônia Legal.

Para chegar até os infratores, os fiscais usaram imagens de satélites obtidas pelo Sistema de Detecção de Desflorestamento em Tempo Real (DETER). Foram fiscalizadas 18 áreas da Amazônia Legal, no norte de Mato Grosso. O trabalho foi realizado em outros sete municípios do Mato Grosso, além de Nova Ubiratã – Lucas do Rio Verde, Feliz Natal, Tapurah, Sinop, Tabaporã, Cláudia e Santa Carmem.

Entenda

Operação Arco de Fogo

Objetivo: combater a extração e venda clandestina de madeira na Amazônia Legal. Até o última sexta-feira (02/04), foram aplicados R$ 31,3 milhões em multas e apreendidos 25,8 mil m³ de madeira em tora e serrada no Pará, Mato Grosso e Rondônia, onde está sendo realizada a ação integrada das forças federais desde o início de fevereiro.