A Blitz de trânsito que faz mal para o planeta e o nosso clima

*Norbert Suchanek

O vistoria de carros é importante para a segurança pública no trânsito e para o meio ambiente, especialmente para o nosso ar e clima. Um carro com freios fracos, por exemplo, ou um carro com faróis mal ajustados, pode gerar acidentes terríveis. Motores mal regulados ou com outras falhas, podem emitir muito mais gases de efeito estufa e outras emissões tóxicas e cancerígenas. Por isso, uma vistoria a cada ano ou a cada dois anos, como é o caso na Alemanha, pelo órgão competente, é uma necessidade para qualquer sociedade motorizada e para lutar contra o aquecimento global.

Mas, o Governo do Estado do Rio de Janeiro acabou com a vistoria no DETRAN e iniciou vistorias pelas ruas, batizada de Operação Detran Seguro. Isto significa blitzes e engarrafamentos sem fim numa cidade maravilhosa que já é castigada pelas obras sem film, como na Avenida Brasil, e pelas blitzes da polícia contra roubos, furtos e traficantes.

Numa vistoria correta no Detran, você pode se planejar e chegar na hora certa. Numa Blitz você está prejudicado, não importa se você está em seu próprio carro em perfeito estado ou em um táxi.

Agora, graças à Operação Detran Seguro, os motoristas vão ficar mais horas parados nas ruas com motores e ar condicionados ligados, queimando combustível de forma “improdutiva”, produzindo, sem andar, milhares de metros cúbicos de emissões tóxicas para o nosso clima e a nossa saúde. “A cada 10 microgramas por metro cúbico de poluentes acima do padrão recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), o risco de câncer de pulmão aumenta 12 % e o de doenças cardiovasculares, 9 %”, afirma Paulo Hilário Nascimento Saldiva, médico e pesquisador do Laboratório de Poluição da USP.

Graças a estas Blitzes do Detran, milhares de pessoas vão chegar tarde demais para o trabalho ou aos seus encontros, alguns vão chegar tarde demais para a entrevista e vão perder o seu primeiro emprego, outros vão chegar tarde demais para o aeroporto e vão perder o seu voo, ou vão chegar tarde demais para um exame ou consulta médica, podendo ter sua vida em risco. Quem vai pagar este prejuízo? O Detran, o governador Wilson Witzel ou os deputados que votaram na Alerj em favor de acabar com a vistoria anual?

Pior, é muito provável que não seja possível fazer uma vistoria correta nas ruas. A única coisa certa é que o povo carioca vai ganhar com a Operação Detran Seguro são mais congestionamentos, mais poluentes no ar e no nossos pulmões, mais aborrecimento, mais estresse, mais prejuízos da nossa saúde e ainda menos segurança no trânsito.

Em 1992, aconteceu no Rio de Janeiro a primeira grande conferência da ONU do meio ambiente e desenvolvimento, a legendária Rio 92. Hoje, 27 anos depois, parece que tudo foi esquecido, incluindo o Rio+20.

 

*Norbert Suchanek é correspondente e jornalista de ciência e ecologia

 Fonte: EcoDebate

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente