Humanidade usa 75% a mais do que a Terra pode oferecer

Crédito: Instituto Akatu

Cálculo mostra que seria necessário 1,75 planeta para suprir a demanda da humanidade por recursos naturais em 2022. 

O Dia da Sobrecarga da Terra, data em que o mundo já esgotou o orçamento da natureza para o ano, chegou mais cedo em 2022, em 28 de julho. Isso significa que a humanidade já utilizou os recursos naturais que o planeta é capaz de oferecer durante 365 dias. A estimativa é da Global Footprint Network, organização pioneira no cálculo da nossa pegada ecológica.

O cálculo é feito a partir da divisão da biocapacidade do planeta (quantidade de recursos ecológicos que a Terra é capaz de gerar naquele ano) pela Pegada Ecológica da humanidade (demanda da humanidade para aquele ano). Após isso, o número é multiplicado por 365.

Em 2021, Dia da Sobrecarga da Terra (em inglês, Earth Overshoot Day) aconteceu um dia depois, em 29 de julho. Seria necessário 1,7 planeta para suprir a demanda humana por recursos naturais no ano passado. Em 2022, precisaríamos de 1,75 planeta. Isso significa que o homem usa 75% a mais do que pode ser renovado pela natureza.

Os dados apontam o crescimento da pegada ecológica após o declínio no início da pandemia. Em 2020, o Dia da Sobrecarga da Terra foi o mais tardio em 15 anos, em 22 de agosto. Naquele ano, a pegada da humanidade foi 9,3% menor em comparação a 2019, que atingiu a data mais precoce desde 1970.

Soluções

A Global Footprint Network aponta soluções simples para a humanidade diminuir sua pegada ecológica. Veja algumas delas:

  • Refeições à base de vegetais nas escolas:

Em escolas portuguesas, servir guisado com cogumelos e ervilhas em vez de carne de porco reduziu a pegada ecológica da merenda escolar em 36%. Quando trocaram carne bovina por soja, a diminuição chegou a 44%. Refeições vegetarianas podem ser implementadas globalmente nas cantinas escolares, em benefício da saúde dos alunos e do planeta.

  • Moda circular:

Na Europa, cada pessoa compra, em média, 26 kg e descarta 11 kg de roupa todos os anos. Apenas 1% é reciclado, segundo a Ellen MacArthur Foundation. A circularidade pode diminuir o impacto negativo da moda com a utilização de insumos reciclados ou renováveis e com a produção de roupas mais duradouras.

O uso de algodão orgânico como matéria prima, por exemplo, economiza cerca de 91% de água e 46% de CO2 em comparação a culturas convencionais da fibra.

  • Acabar com os plásticos de uso único:

A Ellen MacArthur Foundation prevê que, em 2050, poderá haver mais plástico no oceano do que peixes (em peso). Embora a reciclagem funcione, essa não é uma solução de longo prazo.

Muitos sistemas de reutilização de embalagens de alimentos em recipientes de aço e vidro já foram implementados em todo o mundo, demonstrando sua viabilidade e custo-benefício.

  • Plantar florestas:

Estimativas do Project Drawdown mostram que plantar árvores pode adiar o Dia de Sobrecarga da Terra em 3 dias até 2050. As florestas plantadas atuam como sumidouros de carbono, retirando o gás da atmosfera e distribuindo-o no solo.

Veja mais soluções. 

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente