ALMG aprova suspensão do licenciamento da BrasilAgro

Região onde a Brasilagro quer se instalar sofre com a escassez hídrica. Crédito: Divulgação/Amda

Empresa pretende desmatar 10,8 mil hectares de Cerrado no Norte de Minas para instalação de projeto agropecuário.

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou, no último dia 24, requerimento à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Semad) para suspensão do processo de licenciamento ambiental de projeto agropecuário da empresa BrasilAgro. O pedido é para que a suspensão ocorra até a realização de audiência pública sobre o tema, que ainda não tem data para acontecer.

O projeto seria votado na Câmara de Atividades Agropecuárias (CAP) do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam) em 22 de março. Mas, a tramitação foi suspensa depois que a Amda e mais 50 entidades e movimentos ambientalistas protocolaram documento contra a concessão da licença. Desde então, o projeto não voltou à pauta do Copam.

A BrasilAgro pretende desmatar quase 11 mil hectares de Cerrado em Bonito de Minas, no Norte do Estado, para dar lugar a monoculturas e pastagens. O projeto recebeu diversas críticas de pesquisadores e organizações da sociedade civil por desconsiderar os impactos à biodiversidade local, aos recursos hídricos e às comunidades tradicionais.

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente