Sociedade cobra segurança em estrada do Parque Estadual da Serra do Rola Moça

Estrada que corta o parque do Rola Moça é repleta de trechos perigosos. Crédito:

Em ofício, entidades alertaram para o risco de novas tragédias. Parte da pista foi tomada por lama e material deslocado de talude.

Após o deslizamento de terra que matou cinco pessoas da mesma família no último fim de semana no Retiro do Chalé, em Brumadinho (MG), entidades da região solicitaram à Defesa Civil e ao Instituto Estadual de Florestas (IEF) imediata avaliação das condições de segurança da estrada que corta o Parque Estadual da Serra do Rola Moça, ligando o bairro de Casa Branca e o Museu Inhotim à BR-040. Nela, já foram registrados vários escorregamentos de taludes.

Com a BR-040 interditada, devido ao transbordamento de dique da Vallourec Mineração, grande parte do trânsito foi desviado para vias secundárias que cortam as Serras da Moeda e Rola Moça. No ofício, as entidades ressaltaram que alguns trechos da estrada são acidentados, com taludes laterais elevados, e presença de rochas instáveis.

Além dos riscos de novos deslizamentos, os signatários do ofício chamam a atenção para o enorme abismo colado à via, que chegou a ser obstruída. Grupos de moradores locais fizeram desobstrução emergencial da pista, mas há preocupação que novas tragédias ocorram no local se nada for feito.

“Essa situação de risco ainda permanece em função da alta saturação de água na rocha/solo ao longo dos taludes laterais da estrada. Julgamos que a continuidade do uso da estrada parque, sem uma avaliação técnica dos riscos de novos deslizamentos, poderá resultar em nova tragédia, além das que aconteceram durante os primeiros dias do ano, em função das intensas chuvas”, apontou o texto.

Assinaram o ofício:

Associação Mineira de Defesa do Ambiente/Amda/Dalce Ricas

Associação Comunitária da Jangada – Narciso Pereira do Nascimento/Associação Comunitária do

Jardim Canadá – Camila Oliveira Magalhães Leal

Brigada 1 – Leonardo Debossan

Associação Comunitária dos Moradores do Bairro Jardim Casa Branca – Marilene Ramalho dos Santos

Associação Comunitária Parque das Andorinhas – Luiz Fernando Ferreira Del Biondo Campos

Associação Comunitária Recanto da Aldeia (ACRA) – Genário Luiz de Oliveira da

Condomínio Quintas de Casa Branca – Paulo Roberto Rossi

Associação Comunitária Regional de Casa Branca – ACRCB – Marco Antônio de Azevedo

Associação Recanto da Neblina – Maria Lúcia Murta Fonseca

Associação dos Moradores Parque das Águas de Casa Branca (ACPA) – Ênio Ferreira Silva

Associação dos Sitiantes do Córrego Fundo – Raquel Mourão Vasconcelos

Condomínio da Aldeia da Cachoeira das Pedras – Júlio César Pereira

Condomínio Eco Casa Branca – Ramon Pedrosa

Condomínio Residencial Estância da Cachoeira – Olivando Araújo Ribeiro

Conselho Comunitário de Segurança Pública de Casa Branca (Consep Casa Branca) Norberto Giovannini Ribeiro

Cooperativa de Trabalho de Engenharia, Serviços e Consultoria Ltda (COOPERENGES) – Marnen Almeida Carvalho

Etérika Psicoterapias – Márcia Daian

Instituto Cabra – Mário Henrique Mol Alvares da Silva

Movimento Águas e Serras de Casa Branca (MASCB) – Camila Oliveira Magalhães Leal

ONG Brigada Carcará – Márcio Aparecido Amorim

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente