Filhote de veado é resgatado em área queimada no Parque Estadual da Serra do Rola Moça

Animal foi encontrado por brigadistas da Amda com as patas queimadas.

Os incêndios florestais que todos os anos assolam o Parque Estadual da Serra do Rola Moça, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), fizeram mais uma vítima. Desta vez, foi um filhote de veado, recém-nascido, que teve parte de seu corpo queimado e perdeu-se de sua mãe durante incêndio provocado na última quarta-feira (02).

O filhote foi encontrado pelos brigadistas da Amda enquanto faziam o rescaldo (limpeza, com retirada de brasas ou faíscas da linha de confluência entre as áreas queimadas e não queimadas, para evitar o ressurgimento do fogo), e foi encaminhado ao Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), do Ibama, em Belo Horizonte para receber cuidados médicos e alimentação. Pela pouca idade, o filhote de veado não poderá ser solto, mesmo após recuperado, por não ter maturidade para viver sozinho.

Para a superintendente da Amda, Dalce Ricas, o fato mostra que o Parque, apesar dos incêndios, dos cães que nele são abandonados, dos atropelamentos na estrada que o atravessa, ainda abriga animais silvestres. Mas, por outro lado, desnuda a crueldade dos incêndios e a impunidade de seus autores. “A pena prevista em lei para casos como este é de um a cinco anos. Mas, enquanto não for implantado rigoroso e eficiente sistema de vigilância, os incendiários não serão identificados”, lamenta.

A Amda, centenas de instituições e pessoas físicas que atuam e vivem no entorno do parque aguardam resposta da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenv. Sustentável (Semad) e do Instituto Estadual de Florestas (IEF) a ofício em que solicitam implantação, urgente, de diversas medidas de proteção do parque e dos animais silvestres, de segurança de seus frequentadores e dos usuários da estrada. 

Os signatários do documento defenderam melhorias na infraestrutura e fiscalização da unidade de conservação, tendo em vista o incremento no fluxo de visitantes. Embora a atividade turística seja importante para o parque, a visitação desordenada pode causar danos irreversíveis a sua biodiversidade.

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente