Terça Ambiental de junho discute relação entre agrotóxicos e meio ambiente

Crédito: Amda

Convidado da Amda foi Érico Gama Torres, coordenador do Fórum Mineiro de Combate aos Agrotóxicos

Em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, a Terça Ambiental de junho abordou a relação entre agrotóxicos e meio ambiente. A Amda recebeu Érico Gama Torres, coordenador do Fórum Mineiro de Combate aos Agrotóxicos, criado no ano passado.

Entre 2007 e 2014, o Ministério da Saúde registrou 25 mil casos de intoxicação por agrotóxicos, equivalente a uma média de oito episódios por dia. Em 2017 foram 5.501 casos identificados e mais de 150 mortes devido ao envenenamento por essas substâncias. De acordo com Torres, estudos indicam que, para cada caso identificado, existem outros 50 não registrados.

O palestrante chamou atenção para a diferença gritante entre os agrotóxicos liberados no Brasil em relação ao exterior. Segundo a ONU, cinco dos dez pesticidas mais vendidos em território brasileiro não são autorizados em diversos países devido aos riscos à saúde humana e ecossistemas. Além disso, os padrões brasileiros de tolerância à exposição a agrotóxicos permitem níveis bem mais altos do que os equivalentes na Europa.

Recente pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aponta que o brasileiro ingere, em média, 7,5 litros de agrotóxico por ano. Esse índice deve crescer significativamente neste ano se as liberações de novos agrotóxicos pelo governo de Jair Bolsonaro continuarem no ritmo atual. Até 14 de maio foram aprovados 169 produtos, número que supera o total de novos registros em todo o ano de 2015, quando foram liberados 139 agrotóxicos.

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente