Unidades de conservação mineiras receberam 14 mil turistas no Carnaval

Queda d'água no Parque Estadual do Rio Preto

Contato com a natureza, educação ambiental e esportes radicais foram algumas atividades oferecidas

Durante as tradicionais comemorações do Carnaval, entre dois e seis de março, foram registrados cerca de 14 mil visitantes em 15 Unidades de Conservação (UCs) de Minas Gerais. O balanço, realizado pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), contemplou Monumentos Naturais, Estações Ecológicas e outras áreas protegidas geridas pelo estado.

Pela primeira vez o Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, na Zona da Mata, ofereceu uma programação especial para o Carnaval. A UC recebeu 2.197 visitantes, que exploraram trilhas, observaram aves e participaram de atividades lúdicas e nutricionais voltadas para o descobrimento de sabores da flora local.

Localizado no município de Lima Duarte, também na Zona da Mata, o Parque Estadual do Ibitipoca recebeu 3 mil visitantes ao longo do Carnaval. Nas proximidades, as Estações Ecológicas de Mar de Espanha e de Água Limpa contaram com 350 e 222 turistas, respectivamente.

Já em Diamantina, o Parque Estadual do Biribiri recebeu 3.822 pessoas. O motivo de tanto sucesso foi o espaço destinado à prática do Slack Line: esporte que utiliza uma fita elástica estendida para testar o equilíbrio do participante. Para garantir a segurança, a equipe do parque recebeu apoio do Corpo de Bombeiros.

O Parque Estadual do Itacolomi, localizado na região do Quadrilátero Ferrífero, foi outra opção para aqueles que buscavam atividades lúdicas e educativas. Maria Lúcia Coimbra, gerente da UC, destacou como a programação oferecida foi importante para promover uma conexão com a natureza. “Elaboramos um roteiro para a parte histórica do parque e os turistas ficaram maravilhados com a Casa Bandeirista, construída entre 1706 e 1708, que hoje é um museu localizado no interior do parque. O espaço abriga também uma exposição dos Naturalistas que chegaram por estas terras com o intuito de estudar a biodiversidade local”, explicou.

Trabalhos de educação ambiental também foram desenvolvidos na Área de Proteção Ambiental São José, no sábado e domingo de Carnaval. Na unidade, localizada em Tiradentes, a programação foi voltada para preservação da vegetação, destinação correta do lixo e prevenção de incêndios florestais.

A 600 km da capital mineira, no Norte de Minas, o Refúgio de Vida Silvestre do Rio Pandeiros foi responsável por mais uma festa de carnaval sustentável. Ao todo, 890 pessoas desfrutaram dos stands com fotos, exposição de sementes e demais atrativos. “Com o apoio dos Bombeiros, Policia Militar de Meio Ambiente e agentes de parque, sempre monitorando as áreas de balneário, os visitantes elogiaram o trabalho e se sentiram mais seguros pela organização realizada neste ano”, afirmou o gerente da UC, Neilton Neves.

Agitação

Em Itabira, a equipe do Parque Estadual Mata do Limoeiro fez a festa na sexta edição do Projeto Ecofolia. A iniciativa reúne estudantes de escolas da região para realizar atividades de conscientização. A novidade de 2019 foi que as 322 pessoas que visitaram a UC puderam realizar uma trilha de olhos fechados, idealizada para aguçar os sentidos.

Entre as programações mais agitadas esteve também a do Monumento Natural Estadual Gruta Rei do Mato, a 70 km de Belo Horizonte. No dia 28 de fevereiro os trabalhos começaram com a I Matinê Rei do Mato, realizada em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Sete Lagoas. O evento contou com desfile de fantasias, danças, brincadeiras, marchinhas e decoração sustentável, feita com materiais reciclados, como confetes de garrafas pet e folhas secas.

O Carnaval de 2019 também movimentou os Parques Estaduais do Rio Doce e Rio Preto. O primeiro recebeu 664 turistas em busca de atividades como trilhas, passeios de barco, observação de aves e palestras. No Rio Preto, na região da Cordilheira do Espinhaço e do Alto Jequitinhonha, mais de 500 pessoas fugiram das tradicionais festas do Carnaval.

Ainda no Espinhaço, o Parque Estadual da Serra do Intendente esteve aberto nos dias de Carnaval, recebendo mais de 1.500 pessoas. A maior parte dos turistas foi até a UC para desfrutar das belas quedas do Tabuleiro e Rabo de Cavalo.

 

Com informações da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad)

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente