Chanel anuncia fim de peles animais em suas coleções

Crédito: iStock/Getty Images

Marca de luxo francesa deixará de produzir peças com peles de crocodilos, cobras e lagartos

O ano de 2018 terminou com um anúncio importante no mundo da moda. A Chanel anunciou que não vai mais usar peles de animais em suas coleções. A marca de luxo francesa baniu a exploração de crocodilos, cobras e lagartos.

Em comunicado à imprensa, a marca declarou que a decisão foi baseada na dificuldade de obter produtos compatíveis com seus princípios éticos. "Essa é uma decisão que nos oferece a oportunidade de criar uma nova geração de produtos que respeitem nossos fundamentos: a criatividade excepcional de nosso estúdio, nosso conhecimento, nossos padrões de excelência, materiais inovadores e nobres e nosso incrível acabamento", concluiu a nota.

A associação de proteção aos animais Peta comemorou a decisão e pediu que outras empresas façam o mesmo. "Por décadas, temos pedido à marca para optar pela moda luxuosa e livre de crueldade para que nenhum animal tenha que sofrer e morrer. E agora é hora de outras empresas, como a Louis Vuitton, seguirem o exemplo", disse a vice-presidente executiva, Tracy Reimen, em nota.

Com a decisão, a Chanel se junta a Gucci, Versace, Grupo Armani e Hugo Boss, marcas que já deram um basta à crueldade aos animais do mundo da moda.

 

Notícias relacionadas:

Grupo Armani anuncia fim do uso de peles de animais

Hugo Boss anuncia que não usará mais peles de animais em suas coleções

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente