Ibama apreende mais de 20 mil arcos de violino fabricados ilegalmente com Pau Brasil

Crédito: Ibama

Espécie está ameaçada de extinção

O Ibama apreendeu 20.804 arcos de violino fabricados com madeira de Pau Brasil (Paubrasilia echinata), espécie ameaçada de extinção. Os agentes também recolheram 83m³ de Jacarandá da Bahia, 18m³ de Ipê e 9m³ de Pau Brasil. O material seria vendido ilegalmente no Brasil e, principalmente, no exterior. A operação Do Re Mi foi deflagrada em Minas Gerais, São Paulo e Espírito Santo.

Nove comerciantes e exportadoras do material apresentaram irregularidades e duas delas foram embargadas. As empresas foram autuadas por não apresentar licenças ambientais, descumprir embargos aplicados pelo Ibama e por manter em depósito madeira sem origem legal. Os agentes desmontaram uma serraria irregular e apreenderam 19 máquinas. Foram aplicados 12 autos de infração, totalizando R$9,7 milhões.

"O Jacarandá da Bahia é muito valorizado na fabricação de instrumentos como violão e guitarra. Já o Pau Brasil, na fabricação de arcos de violino", disse a coordenadora da operação, Lidiane Ribeiro. No caso do Pau Brasil, os principais consumidores da espécie no exterior são Alemanha, China, Coréia do Sul, Estados Unidos, França e Japão. As espécies ocorrem no bioma Mata Atlântica.

"É fundamental que os artistas sempre se informem sobre a origem da madeira de seus instrumentos", alertou o coordenador de Operações de Fiscalização do Ibama, Roberto Cabral Borges.

 

Com informações do Ibama

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente