Informações Ambientais

Aplicativo identifica feira de alimentos orgânicos mais próxima do usuário

Plataforma encurta caminho entre consumidor e produtor

Foto Institucional
Plataforma encurta caminho entre consumidor e produtor de alimentos orgânicos / Crédito: Google imagens
21 de Março de 2016

O Brasil é o maior consumidor mundial de agrotóxicos. Estima-se que cada habitante consome aproximadamente cinco litros de agrotóxico por ano. Os riscos dessas substâncias à saúde têm gerado uma crescente elevação na busca por alimentos orgânicos. Com o intuito de encurtar o caminho do consumidor até o produtor, o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) desenvolveu o Mapa de Feiras Orgânicas.

O Mapa é uma ferramenta de busca rápida que apresenta georreferenciadas as feiras orgânicas, os grupos de consumo, as comunidades suportadas pela agricultura, os produtores e agricultores orgânicos e as associações e cooperativas de produtores.

A plataforma pode ser acessada pelo computador. Ela indica as feiras mais próximas ao endereço desejado, informando dias e horários de funcionamento e ainda uma lista de frutas e hortaliças da estação.

No dia 15 de março, aproveitando o Dia do Consumidor, o Idec lançou um aplicativo para celular. A plataforma utiliza uma tecnologia de geolocalização para identificar onde o usuário está no momento que acessa o mapa e, a partir daí, indica as rotas para chegar à feira mais próxima.

Além do mapa, o aplicativo oferece sugestões de receitas saudáveis com alimentos regionais. O app pode ser baixado em smartphone e tablet. Por enquanto, está disponível somente para android, mas, em breve, será disponibilizado também para o sistema iOS.

O que compõe o Mapa?

Feiras Orgânicas ou Agroecológicas: feiras são os espaços mais antigos de comercialização que ainda resistem em alguns municípios. Elas são uma ótima alternativa da compra direta com o produtor, diminuindo intermediários no processo e, consequentemente, o preço; estimulando a autonomia do produtor e valorizando a produção local de alimentos.

Grupos de Consumo Responsável (GCR): são iniciativas de consumidores organizados que se aproximam de produtores e, juntos, propõem comprar produtos diferentemente da forma como ocorre no mercado tradicional, agregando preocupações com as questões sociais e ambientais e de saúde em todo o processo: produção até o consumo. Seu propósito é fomentar o consumo de alimentos diretamente do produtor, por meio de cestas orgânicas, por exemplo. Não existe uma regra de funcionamento, cada grupo possui a sua.

Agricultura Suportada pela Comunidade (CSA): a CSA (Community Supported Agriculture) é uma nova relação entre consumidores e produtores. Os consumidores (comunidade) financiam produtores e, em troca, recebem o que é colhido e produzido. Essa forma de arranjo permite uma sustentabilidade aos produtores, que têm garantia da venda de sua produção e uma aproximação da comunidade nos processos produtivos.

Produtores e/ou Agricultores Orgânicos ou Agroecológicos: são aqueles que, em seu sistema de produção, não utilizam agrotóxicos ou qualquer defensivo químico.

Associações e/ou Cooperativas de Produtores Orgânicos: são conjuntos de produtores que se organizam para melhorar o escoamento de seus produtos.