Projeto Jambreiro

Projeto Jambreiro
Projeto Jambreiro

Projeto de educação ambiental pioneiro da Amda em parceria com a Vale.

Em 1994, a Amda e a empresa MBR - Minerações Brasileiras Reunidas (hoje, Vale) assinaram convênio pioneiro para executar projeto de educação ambiental, chamado "Projeto Jambreiro". A iniciativa envolve atividades de aperfeiçoamento de professores das redes municipais de Belo Horizonte e Nova Lima, utilizando a estrutura e área da Mata do Jambreiro como apoio.

Posteriormente, em 1997, as instituições assinaram novo convênio, desta vez com a participação do Instituto Estadual de Florestas (IEF), para instalação do Centro de Educação Ambiental (CEA) na Mata do Jambreiro, visando trabalhos de educação ambiental de alunos da rede escolar com idade entre seis e 14 anos, professores e comunidade, além de funcionários e seus familiares.

CEA - Centro de Educação Ambiental da Vale

Construído dentro da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) do Jambreiro, área de Mata Atlântica com 912 hectares em Nova Lima, Minas Gerais, o Centro de Educação Ambiental da Vale, administrado pela Amda até ser desativado no final de 2010, representou uma parceria de sucesso entre esses dois setores da sociedade civil.

Nesse ambiente rico em biodiversidade, habitado por jaguatiricas, ouriços-cacheiros, macacos-prego, micos-estrela, pacas, capivaras, veados, tatus, caxinguelês e pelo menos 150 espécies de aves, foram desenvolvidas atividades voltadas para professores e alunos das redes pública e particular de ensino da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

No CEA, a infraestrutura e o cenário convidavam a todos para uma reflexão sobre o meio ambiente. Auditório, sala de exposições, sala de leitura, casa de chá, galpão de multimídia, playground, mirante e sete trilhas que se embrenhavam pela mata eram complementados por um acervo de vídeos e livros.

A proposta do CEA da Vale foi promover uma visão holística do meio ambiente, tendo a Mata do Jambreiro como ponto de partida na compreensão do equilíbrio dos elementos da Terra. Ali, era feita uma observação direta da fauna, flora e córregos e das atividades ao seu redor, inclusive as de recuperação das áreas mineradas pela Vale e de tratamento da água utilizada no processo.

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente