Energia solar fotovoltaica: limpa e econômica

Brasil chegou ao marco de 250 megawatts (MW) de potencial fotovoltaico instalado

A energia solar fotovoltaica é a modalidade que converte a radiação solar em energia elétrica por meio de dispositivos conhecidos como células fotovoltaicas. A categoria está presente em mais de 100 países, incluindo o Brasil. Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), no país há mais de 27 mil sistemas conectados à rede, somando 250 megawatts (MW) de potência instalada.

A maior parte está em residências, representando 77,4% do total. Em seguida aparecem as empresas de comércio e serviços (16%); consumidores rurais (3,2%); indústrias (2,4%); poder público (0,8%); serviços públicos (0,2%); e iluminação pública (0,03%).

Embora o maior número de aparelhos esteja nas residências familiares, os sistemas implementados pelos setores de comércio e serviços possuem maior capacidade para gerar energia, sendo responsáveis por 42,8% de toda potência instalada no país. O restante está com as residências (39,1%); indústrias (8,1%); consumidores rurais (5,6%); poder público (3,7%); serviços públicos (0,6%); e iluminação pública e (0,03%).

A maior procura pela modalidade se deve, principalmente, ao seu custo-benefício e facilidade de manutenção. Apesar da necessidade de grande investimento inicial, o sistema gera energia de maneira autônoma depois de instalado. Além disso, o excesso de eletricidade gerado é direcionado para a rede elétrica da distribuidora, convertendo-se em créditos para o proprietário.

Do ponto de vista ambiental, a energia fotovoltaica é ainda mais vantajosa, pois não libera - durante sua produção e consumo - resíduos ou gases poluentes. Ademais, é uma fonte renovável de energia.

Minas Gerais

Em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, projeto entre a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e a Alsol Energias Renováveis pretende armazenar energia solar captada durante o dia para utilizá-la no período noturno. Um inversor irá captar a luz, transformá-la em energia e direcioná-la à rede e baterias de armazenamento. Segundo a Alsol, a geração anual de energia pela unidade será equivalente a mais de 66 toneladas de CO2 neutralizado e 266 árvores plantadas.

Ao todo foram 1.152 placas de geração fotovoltaica instaladas no sistema, que é capaz de fornecer 480 quilowatts (KW) por ano à rede brasileira. A energia gerada pela estação pode abastecer no mínimo 250 residências com consumo médio de 150 quilowatts-hora (kWh) por mês.

No Ranking Nacional Solar Fotovoltaico, elaborado pela Absolar, Minas Gerais é o estado com maior potencial fotovoltaico instalado, como 22,9% da capacidade do país. Logo atrás está Rio Grande do Sul (13,9%); São Paulo (13,5%); Ceará (5,9%); e Santa Catarina (5,9%).

Financiamento

No início de junho, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou que irá disponibilizar R$ 300 milhões de crédito para cidadãos financiarem instalações de sistemas de aquecimento solar e de cogeração. Empresas e órgãos do governo com renda de até R$ 90 milhões ao ano também podem participar.

Através do Fundo Clima, cada favorecido pode financiar até 80% do valor das obras, com um limite máximo de R$ 30 milhões para cada 12 meses. Os juros são a partir de 4,03% ao ano. Podem ser financiados itens novos e nacionais, incluindo motores movidos a biogás, aquecedores solares, além de ônibus e caminhões elétricos.

As contratações podem ser feitas somente por meio de bancos públicos e a vigência para adesão vai até 28 de dezembro de 2018. Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal ainda estão avaliando como a linha de crédito será disponibilizada.

A Calculadora de Projetos Fotovoltaicos também visa promover a energia limpa no país. A ferramenta, desenvolvida pelo Banco do Brasil e WWF-Brasil, analisa, de acordo com o consumo de eletricidade e localidade do usuário, quanto ele pode economizar e reduzir as emissões de gases de efeito estufa com seu sistema fotovoltaico.

De acesso livre e gratuito, a calculadora ainda simula o financiamento do projeto, apresentando os custos iniciais e retorno financeiro.

Rua Antares, 100, Santa Lúcia
Belo Horizonte / MG CEP: 30360-110
Telefone: (31) 3291 0661

Assine e receba as novidades e notícias sobre nossas ações, eventos e meio ambiente