Notícias

Cerca de 50% da poluição atmosférica é causada por produtos químicos

Estudo aponta que cosméticos, tintas, repelentes e produtos de limpeza contribuem tanto para a poluição do ar como veículos

11 de Abril de 2018
Foto Projeto
Presente em cosméticos, os VOCs podem favorecer o desenvolvimento de alergias e doenças respiratórias.

Produtos de limpeza, cosméticos, tintas, repelentes e até móveis contribuem tanto para a poluição do ar como veículos, segundo estudo publicado na revista Science. Isso por que esses produtos emitem os chamados VOCs (sigla em inglês para compostos orgânicos voláteis), partículas nocivas à saúde humana e ao meio ambiente. Quase imperceptíveis e muito leves, eles reagem na atmosfera dando origem ao ozônio e ao material particulado.

Os pesquisadores reavaliaram as principais fontes de poluição atmosférica a partir de dados de indústrias e agências governamentais. Eles descobriram que 50% das emissões de VOCs vêm dos produtos químicos e 50% dos veículos. Até então, a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos considerava que 75% das emissões eram provenientes dos automóveis e apenas 25% dos produtos sintéticos.

Como a maioria da população utiliza produtos emissores de VOCs dentro de casa, os pesquisadores compararam a poluição de ambientes internos (residências e escritórios) com ambientes externos. O que descobriram foi que a concentração de compostos orgânicos dentro de casa é sete vezes maior do que ao ar livre. Ou seja, a poluição do ar é cada vez mais proveniente de produtos de consumo do que do setor de transportes.

"Nós que vivemos nas cidades e nos subúrbios pressupomos que a maior parte da poluição que respiramos vem dos carros e caminhões - e isso era verdade nas últimas décadas. Mas os gestores e fabricantes de veículos realizaram mudanças nos motores e combustíveis para limitar a poluição", afirmou o autor principal do estudo, Brian McDonald, da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA).

A exposição aos VOCs também é maior através dos produtos químicos, de acordo com a cientista atmosférica da NOAA Jessica Gilman. "A gasolina é armazenada em compartimentos fechados e os VOCs presentes no combustível são queimados para produzir energia. Mas os produtos químicos voláteis são amplamente utilizados como solventes em produtos de cuidado pessoal que são literalmente projetados para evaporar. Passamos perfumes ou usamos produtos perfumados para que as outras pessoas possam sentir o aroma. Mas não fazemos isso com gasolina", explicou.

Os pesquisadores ressaltam a necessidade de regulamentação, afinal esses produtos são utilizados sem qualquer restrição. Além do mais, é preciso ter o mesmo rigor que se tem com as emissões automotivas para redução real da liberação dos VOCs.