Informações Ambientais

Brasil tem mais de 16 mil cavernas

Minas Gerais lidera o ranking, com 6.403 cavidades naturais

Foto Institucional
Parque Nacional Cavernas do Peruaçu tem mais de 140 cavidades naturais subterrâneas / Crédito: arquivo ICMBio
05 de Junho de 2017

O Brasil possui 16.382 cavernas catalogadas, de acordo com estudo atualizado do Centro de Nacional de Pesquisa e Conservação de Cavernas (Cecav). Do total, 5.415 (33%) estão dentro de Unidades de Conservação (UCs) municipais, estaduais e federais. Dessas, 60% são UCs federais. Minas Gerais lidera o ranking, com 6.403 cavidades naturais. Em segundo lugar está o Pará, com 2.613, seguido por Bahia, com 1.303, e Rio Grande do Norte, com 958.

O Cecav registra as cavidades naturais subterrâneas por meio do Cadastro Nacional de Informações Espeleológicas (Canie), lançado em 2004 por meio da Resolução nº 347 do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama). O Canie armazena e disponibiliza dados essenciais para gestão do patrimônio espeleológico brasileiro, como informações sobre área protegida, atividade antrópica, hidrologia, microbiologia, paleoclima, vestígios arqueológicos, paleontológicos e histórico-culturais.

Quando o levantamento começou, o país registrava 4.448 cavernas. A partir de 2009, o crescimento de cavidades catalogadas foi exponencial. Em função do Decreto 6.640/2008 - que dispõe sobre a proteção e impacto de cavernas - e legislações correlatas, os estudos de licenciamento ambiental se tornaram uma importante fonte de dados sobre cavernas no Brasil. Cerca de 40% do total de cavernas registradas no Canie são provenientes de estudos de licenciamento ambiental.

O que são cavernas?

Parte-se do princípio de que qualquer cavidade subterrânea natural que tenha penetração humana seja uma caverna. Uma cavidade formada naturalmente em que o ser humano pode entrar a partir de cinco metros já pode ser considerada uma caverna.

As maiores e mais conhecidas são formadas na rocha de calcário, mineral que tem mais probabilidade de formação de uma caverna como, por exemplo, no Vale do Ribeira, na Chapada Diamantina; em Bonito, no Mato Grosso do Sul; ou também em Goiás e Minas Gerais. O calcário tem uma estrutura química e física que permite a formação de grandes vazios. Existem ainda outros tipos de cavernas em minério de ferro e arenito.

Os principais fatores que influenciam na formação de uma caverna são a água, o tipo de rocha, a estrutura da rocha e o clima. Por ser um grande espaço vazio dentro da rocha, muitas cavernas tem ou já tiveram rios.

Turismo mineiro

Com mais de 6 mil cavidades naturais subterrâneas, Minas Gerais é o estado que mais oferece opções aos apaixonados por grutas e pela natureza. Os municípios de Baldim, Capim Branco, Cordisburgo, Jequitibá, Lagoa Santa, Matozinhos e Sete Lagoas concentram um expressivo número de grutas.

Confira algumas sugestões e programe sua próxima viagem! Lembre-se de entrar em contato antes de pegar a estrada para conferir as regras de visitação de cada gruta - pode ser preciso agendamento prévio. Aproveite para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado no dia 5 de junho!

Parque Nacional Cavernas do Peruaçu
Com arte rupestre datada de mais de 10 mil anos e grutas repletas de belezas naturais e biodiversidade, o Parque Nacional Cavernas do Peruaçu oferece a seus visitantes atrações que somam seis roteiros de visitação e oito grutas. Localizado em Januária, no Norte de Minas, a reserva abriga mais de 140 cavernas, mais de 80 sítios arqueológicos, além da rica flora e fauna da região.

Gruta de Maquiné

A maior gruta de Minas Gerais fica próxima à cidade de Cordisburgo, a 120 km de Belo Horizonte. Uma beleza natural que foi descoberta e explorada em 1834 pelo cientista dinamarquês Dr.Peter Lund. São 440 metros de extensão abertos ao público para conhecer e admirar os sete salões e galerias, formados pelo trabalho de erosão da água. Os estalactites formam figuras inusitadas que lembram um urso, um elefante e há também cristais brilhantes em formato de franjas, grinaldas e lustres.

Gruta da Lapinha
Localizada na região arqueológica de Lagoa Santa, a 38 Km de Belo Horizonte, a gruta possui uma área de 511 metros de extensão abertos à visitação com profundidade de 40 metros. Ela surgiu a partir de rochas calcárias formadas pelos restos marinhos do fundo do mar raso da bacia do rio das Velhas. Em seus salões existem os chamados espeleotemas, depósitos minerais do interior da caverna que possuem variadas formas, destacando a couve-flor, cascata, cortinas e pirâmides. A gruta foi descoberta em 1835 pelo cientista dinamarquês Peter Lund, que vivia na região. Em suas escavações, Lund descobriu fósseis de animais e as ossadas do chamado "homem de Lagoa Santa", fundamental para as pesquisas da paleontologia no Brasil.

Gruta Rei do Mato
A apenas seis quilômetros do centro de Sete Lagoas, é possível percorrer 220 metros de extensão com desnível de 30 metros. As formações de estalagmite da gruta chamam a atenção de geólogos e visitantes de todo o mundo. A gruta recebeu este nome em homenagem a um forasteiro, que chegou na região na década de 1930 e passou a morar nas imediações da caverna e a extrair da Mata Seca, própria das regiões calcárias, o seu sustento. Alguns diziam que era um soldado fugitivo da Revolução de 30. Ficou conhecido na cidade como Rei do Mato e desapareceu da mesma forma que chegou na região, sem ninguém saber qual o seu destino.

Lapa Vermelha
O Monumento Natural Estadual Lapa Vermelha está localizado no município de Pedro Leopoldo, na porção centro-sul do estado de Minas Gerais. A gruta Lapa Vermelha ficou mundialmente conhecida no campo da arqueologia por ser o local onde Luzia, o fóssil humano mais antigo das Américas, foi encontrada. O crânio foi datado com mais de 11 mil anos de idade e foi descoberto na década de 70 por uma equipe de arqueólogos franco-brasileira. Antes disso, a gruta já era famosa pelos trabalhos do cientista Peter Lund, no século XIX, que descobriu por lá milhares de fósseis de animais extintos da época do Pleistoceno.

Saiba onde estão localizadas outras grutas mineiras:

Lapa Sem Fim - Luislândia
Gruta do Janelão - Itacarambi / Januária
Gruta da Morena - Cordisburgo
Gruta do Rio Areia Unaí
Lapa Nova - Vazante
Gruta do Centenário - Mariana
Gruta do Pé de Limão - Arinos
Gruta do Éden - Pains
Lapa Encantada - Montes Claros
Gruta da Bocaina - Mariana / Catas Altas
Gruta do Centenário - Mariana
Gruta Alaouf - Mariana
Gruta Água D'olhos - Itacarambi