Informações Ambientais

2017 é o Ano Internacional do Turismo Sustentável

ONU entende que o setor tem potencial para contribuir no desenvolvimento mundial nos três pilares da sustentabilidade: econômica, social e ambiental

Foto Institucional
14 de Fevereiro de 2017

A Assembleia Geral das Nações Unidas declarou 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento. O objetivo é destacar o potencial do turismo para o desenvolvimento econômico sustentável, a geração de empregos, redução da pobreza, proteção ambiental e defesa do patrimônio cultural.

Embora subestimado, a ONU entende que o setor do turismo tem potencial para contribuir no desenvolvimento mundial nos três pilares da sustentabilidade: econômica, social e ambiental. O turismo cresce exponencialmente no mundo, o que resulta em maior interação entre as pessoas, mas também no aumento da pegada ecológica por conta da mobilidade e da falta de cuidado com o meio ambiente. É urgente preservar e conservar a natureza, mas não podemos escondê-la. Nada melhor do que conhecer para cuidar.

O Brasil se destaca por sua rica biodiversidade, com centenas de praias, cachoeiras, chapadas e florestas espalhadas pelos 26 estados e Distrito Federal. Por isso, é estratégico que o país proteja os ambientes naturais para que essas áreas continuem existindo e possam servir de atrativos turísticos. Isso pode ser feito por meio da criação de unidades de conservação, como os parques nacionais, estaduais e municipais. Alguns exemplos brasileiros são o Parque Nacional do Iguaçu (onde estão as Cataratas do Iguaçu), em Foz do Iguaçu, no Paraná; o Parque Nacional Marinho Fernando de Noronha; e o Parque Nacional da Tijuca (que fica no meio da cidade do Rio de Janeiro e protege o Corcovado, o monumento Cristo Redentor e uma exuberante floresta).

A resolução da ONU reconhece "a importância do turismo internacional e, em particular, a designação de um ano internacional de turismo sustentável para o desenvolvimento, para promover uma melhor compreensão entre os povos em todo o mundo, levando a uma maior conscientização sobre o rico patrimônio das diversas civilizações".

A decisão segue o reconhecimento dos líderes globais na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) de que "um turismo bem concebido e bem gerido" proporciona emprego e renda em harmonia com a natureza, a cultura e a economia dos destinos. O consumo responsável dos serviços turísticos também minimiza impactos negativos ambientais e socioculturais e, ao mesmo tempo, promove benefícios econômicos para as comunidades locais e no entorno dos destinos.

"Com mais de um bilhão de turistas internacionais viajando pelo mundo a cada ano, o turismo tornou-se uma força poderosa e transformadora que está fazendo uma verdadeira diferença na vida de milhões de pessoas. Por isso, o potencial do turismo para o desenvolvimento sustentável é considerável. Um dos principais setores de emprego do mundo oferece oportunidades importantes de subsistência, ajudando a aliviar a pobreza e direcionar as atividades produtivas para o desenvolvimento inclusivo", disse o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

Agenda

Casa Autossustentável: É Possível?
Terça ambiental
04 de Julho de 2017