Informações Ambientais

As seis maiores cachoeiras do Brasil

Em Minas Gerais, a cachoeira do Tabuleiro lidera o ranking, com 273 metros

Foto Institucional
Cachoeira do Caracol, no Rio Grande do Sul, tem pouco mais de 130 metros de altura / Crédito: umpouquinhodecadalugar.com
28 de Novembro de 2016

O Brasil é conhecido mundialmente por suas riquezas naturais e biodiversidade. Entre tantas belezas, as cachoeiras ganham um destaque especial.

Espalhadas por praticamente todo o território brasileiro, algumas impressionam pelo cenário em meio à maior floresta tropical do mundo, como a do Eldorado, no Amazonas, considerada a mais alta do Brasil, com aproximadamente 365 metros. Há ainda as que impressionam pelo volume de água, como as Cataratas do Iguaçu, na divisa com a Argentina, considerada uma das sete maravilhas naturais do mundo.

Confira seis cachoeiras entre as mais altas do país que todo amante do ecoturismo precisa conhecer. Aproveite para planejar a sua próxima viagem!

Cachoeira do Eldorado (AM)

A cachoeira do El Dorado é a mais alta queda d'água do Brasil, com cerca de 365 metros de altura. Está localizada no monte Tantalita, na Serra do Curupira, município de Barcelos, extremo norte do estado do Amazonas. Em linha reta, a cachoeira dista 211 km da sede do município.

A região é caracterizada por montanhas acima de 2 mil metros de altitude, rios caudalosos, ilhas fluviais e praias de areia branca. Além disso, abriga grande diversidade animal e vegetal, onde se destacam o galo-da-serra, de cor toda alaranjada, e cogumelos azuis. Há ainda cristais de rocha e bromélias.

Cachoeira da Fumaça (BA)

Esta é a segunda cachoeira mais alta do Brasil, com cerca de 340 metros. O local é um dos pontos mais visitados do Parque Nacional da Chapada Diamantina. Para chegar lá, é preciso caminhar seis quilômetros.

A cachoeira recebeu esse nome porque, pela altura da queda, a água evapora-se, formando um panorama visual como se fosse fumaça.

Tabuleiro (MG)

A cachoeira do Tabuleiro é a mais alta do estado de Minas Gerais, com 273 metros. A queda d'água é considerada uma das sete maravilhas da Estrada Real e reúne em seu entorno cachoeiras menores e lagos, além do grande poço rodeado de paredões de rochas. Na parte alta da cascata, antes da queda, é pode-se apreciar outros poços e quedas d'água, em meio a jardins naturais com orquídeas e bromélias gigantes.

Salto do São Francisco (PR)

O Salto do São Francisco é a maior queda d'água da região sul do Brasil. A cachoeira está localizada na Serra da Boa Esperança, numa região de tríplice fronteira entre os municípios de Guarapuava, Prudentópolis e Turvo, no estado do Paraná, dentro da Área de Preservação Ambiental da Serra da Esperança.

Na região, pertencente ao município de Guarapuava, foi criado o Parque Municipal São Francisco da Esperança, com trilhas para caminhada e vista panorâmica do salto. A cachoeira possui aproximadamente 196 metros de queda livre, o que equivale a um prédio de 60 andares, onde a água transforma-se em névoa antes de tocar no chão.

Salto do Itiquira (GO)

O Salto do Itiquira é uma queda d'água de 168 metros de altura, localizada no município de Formosa, em Goiás. A beleza do Itiquira é o maior atrativo do município.

O melhor horário para se visitar a cachoeira é pela manhã. Devido às gotículas de água, forma-se um arco-íris na base do salto. Constantemente pode-se também observar uma revoada de andorinhas, compondo um cenário simplesmente incrível.

Caracol (RS)

A cachoeira do Caracol é o principal cartão-postal do pequeno município de Canela, no Rio Grande do Sul, com pouco mais de 130 metros de altura. Localizada no  Parque Estadual do Caracol, a queda d'água, cercada por vegetação fechada, pode ser apreciada por um mirante instalado no parque.

Agenda

Mobilidade Urbana e Meio Ambiente
Terça ambiental
02 de Maio de 2017