Espécie da vez

A exuberante cobra-papagaio

Sua coloração esverdeada é uma ótima camuflagem entre as árvores; cor também chama atenção de caçadores

Foto Institucional Cobra-papagaio vive na floresta amazônica e passa boa parte do tempo enrolada em troncos / Crédito: Joseph Bylund
31 de Outubro de 2016

A exuberante cobra-papagaio (Corallus caninus) pode se camuflar facilmente nas árvores. Encontrada na América do Sul, ela pode alcançar mais de 1,5 metro de comprimento.

Sua cabeça é larga e o corpo achatado. Tem o dorso verde com barras transversais branco-amareladas e a região ventral amarela. Devido às cores intensas, a cobra-papagaio é considerada uma das mais exuberantes entre os ofídios. Sua coloração também chama atenção de caçadores, sendo vítima do tráfico de animais silvestres.

Ela é uma serpente de hábito arborícola e por isso fica a maior parte de sua vida em cima de árvores, em uma posição bem característica, com a cabeça apoiada no centro das voltas do corpo. Raramente é vista no solo.

Noturna, a cobra-papagaio alimenta-se basicamente de roedores, pequenas aves e répteis. É uma serpente constritora e não possui veneno, abatendo suas presas por asfixia e esmagamento.

Filhotes

A cobra-papagaio é ovovivípara, ou seja, os ovos desenvolvem dentro do corpo da mãe. Sua gestação dura cerca de seis a sete meses e geralmente tem entre seis e 18 filhotes.

Os pequenos nascem com uma coloração avermelhada ou alaranjada e, com o tempo, vão adquirindo a coloração verde. Quase imediatamente após o nascimento os filhotes já podem caçar e comer sapos de árvores.

Agenda

Panorama das Mudanças Climáticas em Belo Horizonte
Terça ambiental
05 de Setembro de 2017